quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Cera Artificial p/ Abelhas sem Ferrão - Potes Pré-Prontos


+ fotos AQUI!
Clique na foto para ampliar
É com muita alegria e satisfação que escrevo esta postagem, ela é resultado de alguns meses de testes e tentativas.
Com persistência e ajuda de Deus, que tem clareado minhas idéias, cheguei a resultados bastante satisfatórios.

Todos sabem da importância da cera para as melíponas.
Quem trabalha com multiplicação de enxames principalmente, sabe que sem ela não é possível a formação de novos enxames.
Também quem trabalha com mel, sabe que sua falta interfere diretamente na produção.

A Apis, com suas milhares de abelhas por enxame, preenche de favos uma colméia inteira em pouquíssimo tempo.
Mas as melíponas com bem menos indivíduos, na natureza levam ate anos para preencherem de favos (potes) uma colméia, com sua própria cera. Não é à-toa que elas a reutilizam.

 Há algum tempo venho tentando encontrar uma forma de criar algo que se assemelhe a seu cerume.
E dessa vez os resultados foram melhores do que o esperado.
Veja a foto abaixo...


Clique na foto para ampliar
A intenção, quando coloquei esses potes artificiais no interior da colmeia, era só facilitar o trabalho de coleta por parte das abelhas, mas para minha grata surpresa ao abrir a colméia para revisar, notei que elas não só tinham aceitado a cera Artificial como haviam aproveitando a estrutura, também feita artificialmente.

Vejo nestes resultados uma excelente ferramenta, para o rápido desenvolvimento dos enxames. Assim como fazemos com a Apis servindo cera alveolada.

Abaixo esta a receita, espero que realmente seja útil a todos que dela se utilizarem.

Receita:

•    Cera de Apis
•    Própolis da melípona que vai receber a cera artificial.
•    Óleo vegetal (óleo de comida).

Medidas:

Para cada 1 kg de cera de Apis, coloque 100 ml de óleo vegetal e 100 a 150 gramas de própolis da melípona que vai receber.

Coloque tudo em banho Maria a cera, oleo e a propolis, quando tudo estiver em estado liguido, baixe o fogo para não aquecer demais a mistura.

Ao iniciar a confecção dos potes, comece a mexer a cera e só pare quando terminar, evitará que o óleo ou a própolis fique mais concentrado em um lugar do que em outro.( Peça ajuda a esposa, que mesmo brava por você esta sujando tudo de cera, acaba te ajudando).  A mistura deve ficar homogenia.
Para fazer os potes usam-se bastões de madeira, mergulhe na mistura e mergulhe em água fria ela se solta naturalmente.

Se quiser poderá utilizar tabuas para fazer folhas, que podem ser usadas para envolver crias, reduzir espaço em colméias maiores etc. as folhas assim como os potes ficam fáceis de serem trabalhados pelas abelhas.

Ex.
Na foto abaixo tem uma divisão.
A colméia foi fotografada quando tinha apenas 05 dias de vida, note que as abelhas pegaram cera de alguns potes e utilizaram para construírem o túnel de entrada.

Clique na foto para ampliar
O restante foi utilizado para armazenar mel. (enxame esta sendo alimentado- alimentador coletivo)
No ninho e no canto inferior esquerdo da melgueira, podem-se ver dois dos potes também sendo utilizado para armazenamento de pólen.

Obs. Este é um enxame de jandairas.


Caso exista alguma duvida em relação ao própolis utilizado nessa receita, click AQUI.

Creio que essa receita possa ser adaptada com bastante sucesso para vários outros tipos de meliponídeos.
Qualquer duvida ou sugestões postem abaixo.
Boa Sorte!

Isaac Soares de Medeiros.

27 comentários:

  1. Olá amigo, muito legal o seu blog. Parabéns! Belas fotos, e a foto com o Professor Kerr com certeza deve estampar qualquer site ou blog que trate de meliponicultura. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado,
    E quanto ao Professor Kerr , tens razão não só pelo cientista brilhante que é, mas pelo ser humano fantástico.

    ResponderExcluir
  3. Puxa Isaac que blog fantástico cara. Os resultados que você vem obtendo nestes testes com cera artificial são impressionantes. Extraordinário.

    ResponderExcluir
  4. Amigo Isaac,
    mais uma vez,parabéns pela bela idéia,com certeza será de grande utilidade,para todos nós que somos apaixonados pelas asf...

    Vou tentar conseguir cera de ápis bruta(preço mais acessível),para fazer sua receita para minhas jandaíras,cupiras...

    Grande abraço.
    Paulo Romero.
    Melionário Braz.
    João Pessoa,PB.

    ResponderExcluir
  5. Very intresting work Regards from Greece!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo Blog. É sempre bom ver novidades sobre as meliponas!
    Grande abraço.

    Jansen Brito.
    Campina Grande
    Paraiba
    Brasil.

    ResponderExcluir
  7. Поздрави то България! Greetings from Bulgaria. Thank you for your visit and comment! I like your blog.Good luck!
    leonny
    http://bulgariaturism.blogspot.com/2008/12/blog-post.html

    ResponderExcluir
  8. amigo me tira uma duvida qual a medida do bastao que vc usou e que alimento proteico vc faz ai pra suas abelhas aque nao to querendo mais alimentar as minhas com xarope pois quando faço isso sempre tem abelhas irai que querem invadir as minhas tiubas.abraços cordialmente Meliponario Rodrigues

    ResponderExcluir
  9. Amigo rodrigues,

    Os bastoes que uso sao feitos de cabos de vasouras.
    e quanto ao alimento proteico, ele nao substitui o energetico nao (mel ou xarope), aconselho que o amigo use alimentador interno.

    E a raçao proteica e bem simples de fazer, e composta de polen + farinha de soja. tem uma receita semelhante a essa no blog do kalhil (meliponario do sertao)

    Boa sorte!
    att,
    isaac soares de medeiros.

    ResponderExcluir
  10. Esse blog é muito bom,parabéns pelas excelentes e precisas informações. Sempre venho pesquisar aqui e sempre q entro aprendo algo novo e útil.
    Jean Carlos.

    ResponderExcluir
  11. obrigado pela visita Jean!
    fico feliz de verdade com suas palavras,pois nossa intençao é compartilhar um pouco do conhecimento adquirido com o passar do tempo. E assim fazer parte na luta pela preservaçao de nossas ASF.
    Att:
    Isaac Soares de Medeiros.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Isaac

    Amigo me tire duas dúvidas:
    1ª Vc acha que é apropriado confeccionar caixas para meliponas utilizando folhas de compensado ?
    2ª Em relação a elaboração da cera artificial para meliponas, como é que o amigo tem feito para que a cera moldada se desprenda facilmente do cabo de vassoura?
    Aguardo as informações (instruções) do amigo.
    Um grande abraço Jean Carlos

    ResponderExcluir
  13. Ola Jean!
    Com relação as colméias, o ideal é que sejam construídas com madeira de boa qualidade. Mas na falta dessa, pode-se usar vários materiais, alguns inorgânicos, como isopor por exemplo.
    já usei concreto revestido com compensado, concreto revestido com isopor, maderite revestido com isopor, isopor envolvido com papel alumínio etc.. Enfim uma infinidade de materiais. Já usei madeira prensada.
    Acho que reaproveitar é preciso. A cada dia que passa nossa espécie lança ferozmente sobre as arvores maquinas com dentes de aço e hálito de fogo. E cabe a nos cuidar e proteger enquanto existe. E o reaproveitamento é parte dessa luta.
    Hoje em dia a maioria das minhas colméias são confeccionadas de umburana. Mas para compensar a natureza, para cada umburana cortada 10 são plantadas em seu lugar.

    Com relação à cera.
    Para que ela se solte naturalmente da madeira é muito fácil.
    Basta apenas que o amigo deixe os bastões de molho em água por uns 20 minutos antes de iniciar os trabalhos.
    A técnica é simples, com o bastão molhado, mergulhe na cera quente e depois na água novamente. Retire o pote e mergulhe na água o bastão e mais uma vez na cera ... e assim por diante rs.
    Dica: a cera não pode estar muito quente senão a camada ficara fina sobre o bastão e isso também dificulta a retirada do mesmo. O ideal é que esta cera seja derretida em banho Maria. O aquecimento excessivo pode estragar a cera.

    Mais uma vez, agradeço a visita e o comentário.
    Fique com Deus e sucesso com suas abelhas.

    Att: Isaac soares de Medeiros
    http://abelhasdosabugi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Isaac
    Mais uma vez muito obrigado pelas valiosas instruções.
    Jean carlos

    ResponderExcluir
  15. Cara isso é genial, muito muito bom, tambem tenho um pequeno meliponário, porem apenas com abelhas Jataí Tetragonisca Angustula, e pretendo usar potes artificiais para novas divisões.

    quero pedir sua permição para publicar fotos e comentar sobre seu blog e sua receita no meu blog.
    http://meliponariomonteseco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Aqui esta meu post sobre o conteudo,

    http://meliponariomonteseco.blogspot.com/2011/03/potes-de-cera-artificiais.html....

    espero que não se importe.

    ResponderExcluir
  17. Claro que não me importo meu amigo, fique a vontade.
    A minha intenção é contribuir com a meliponicultura no que puder, e uma das formas é espalhando conhecimento.
    Parabéns pelo seu blog, esta bem legal.
    Fique com Deus e Boa Sorte!
    Att: Isaac Soares de Medeiros.

    ResponderExcluir
  18. Rivan Disse: muito boa suas pesquisas continue pesquisando que a nossa meliponicultura ainda está carente de novas ideias.

    ResponderExcluir
  19. Parabens....excelete blog,preservação das nossas abelhas nativas sem ferrão.
    Faria -Pindamonhangaba-SP-11/06/2011

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pela excelente fórmula da cera de Apis adaptada às ASF. Testei com minhas Jataís e elas aceitaram de imediato. Você prestou um grande benefício à meliponicultura.

    ResponderExcluir
  21. obrigado pela força, meu amigo!
    att,
    Isaac S. Medeiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isaac...Qaul deveria ser a altura dos potes para Jataí? As melgueiras para jataí já poderiam ser construídas para uma colheita racional via sucção?
      Egon Guilherme Sturm
      Tucunduva - RS
      egon@escritorioregional.com.br

      Excluir
    2. Amigo Egon, eu não trabalho com jataí. mas, não se preocupe muito com o tamanho, pois se eles ficarem menores elas aumentaram, se ficarem maiores elas diminuirão e aproveitarão a cera na confecção de novos potes.
      Com relação a melgueira, se o enxame for forte e no período houver boa florada elas lotarão os potes rapidinho.
      ...desculpe- me pela demora em responder sua pergunta.
      Seu amigo Isaac S. Medeiros

      Excluir
  22. ESTOU INICIANDO UMA CRIAÇÃO DE ASF E GOSTEI MUITO DESTA INFORMAÇÃO,GRANDE AJUDA AOS MELIPONICULTORES E MELIPONICULTURA BRASILEIRA.

    ResponderExcluir
  23. Tenho dois enxames de ASF jataí e gostei muito desta informação vou aplicar a técnica valeu caro colega ISAAC.

    Ailton Elias(APIREIS ITABIRITO MG)

    ResponderExcluir
  24. se vc poder pode.me enviar uma ideia pois na minha cidade n twm colmeias de apis como faço se possivel mande um e-mail para thiaguinhoianalves@gmail.com

    ResponderExcluir
  25. Olá amigo, sou criador da abelha URUÇU e tenho bastante dificuldade na alimentação artificial, que dica ou receita você teria que podesse me ajudar. fico grato, meu Email é borgesedilson@ig.com.br, Cobé, Municipio de Vera Cruz-RN.

    ResponderExcluir