sábado, 28 de agosto de 2010

A planta Nim Indiano mata abelha?


 Acima abelhas coletando néctar.(click para ampliar )
Não sou a favor da introdução de espécies de uma região em outra.
Mas um esclarecimento a de ser feito sobre a planta Nim Indiana.
De uns dias pra cá ouvi umas historias carregadas de absurdos sobre essa espécie, que é nova em minha região. Morte de cachorro, diminuição de abelhas entre outros.

Mas a verdade é que a planta Nim Indiano não faz mal algum a animais de sangue quente, como o homem, cachorro, pássaros entre outros.
E quanto a os insetos, não são todos que são suscetíveis a sua toxina, existem casos onde ela, alem de ser inofensiva atua no bom desenvolvimento do mesmo. É o caso das minhocas.

E quanto às abelhas e a outros animais, veja o que diz esta pesquisa:

(...) Ate o momento não foram encontrados nenhum efeito tóxico a animais de sangue quente incluindo pássaros, peixes, minhocas e demais organismos de solo.
(...) Em 1985 o E.P.A (Environment Protection Agency) aprovou o produto comercial Margosn – A para controle de trips, moscas brancas, minadores de folha, lagartas em geral, pulgas, traças, broca de chifre, baratas, lagartas militares em estufas, viveiros, florestas e residências com base em estudo de toxicidade realizado com essa finalidade.

Os dados sobre toxicidade são inúmeros. Para ilustrar podemos citar que em testes com abelhas o Nim demonstrou não afetar nem esses insetos benéficos quando em aplicações diretas.
Diversas organizações internacionais como a GTZ da Alemanha tem promovido a pesquisa cultura e difusão do Nim como uma forma de reduzir a utilização de inseticidas sintéticos na agricultura principalmente nos países do terceiro mundo, já que no primeiro mundo eles contam com mecanismos eficientes que coíbem a utilização desses produtos venenosos.

Fiz varias pesquisas na internet, e não encontrei nem um tipo de menção sobre intoxicação de abelhas por parte desta planta, que ate agora tem provado ser uma aliada aqueles que querem trabalhar suas lavouras organicamente. 
Caso alguém tenha mais alguma informação a respeito, fique à vontade para acrescentar.

Isaac Soares de Medeiros .

23 comentários:

  1. Amigo Issac

    conheço pouco sobre essa planta, Nim, porém em andanças pelo sertão vejo que ela está sendo bastante difundida e em alguns casos as flolhas são utilizadas como defensivos naturais e chás para gastrite, a madeira é de lei e de crescimento rápido e devido a toxina que comentou o cupim não a ataca, das sementes é extraido o oleo com propriedades fungicidas, utilizado na medicina alternativa por homeopatas . . . conheci um trabalho na universidade que utiliza o estrato da folha para repelir as maripposas dos apiários, com resultados positivos
    na Índia as folhas são utilizadas pelas mulheres como anticoncepcional, é feito uma chá com 7 folhas uma vez ao dia, dizem que em altas doses pode ser abortifera, porém para os insetos não consegui observar isso, sei que repeli alguns
    Tenho um amigo que possui 50 caixas de apis, e todas são sombreadas pelo nim, ele comenta que as apis somente visitam as flores pela manhãs, quase que diariamente, visto que aqui no sertão ela mantem um constante ciclo de florações e as suas colmeias não apresentaram nenhuma perda
    acredito que a morte das abelhas seja causada pelo uso indiscriminado dos venos sinteticos, agrotoxicos, esses sim causam morte retardada nas abelhas, em muitas vezes contaminando grande parte da colmeia . . . a natureza faz o seu papel, quando nos afastamos dela e a agrdimos ela nos responde de forma negativa
    me preocupa a introdução de plantas exoticas, não podemos saber o resultado disso . . .

    ResponderExcluir
  2. Amigo Fran, mais uma vez obrigado pela sua participaçao, e por enriquecer essa postagem...

    Tambem fico preoculpado por isso, por ela ser exotica.
    Mas ate agora tem mostrado nao trazer problemas para nossa regiao, o tempo dira..

    ResponderExcluir
  3. Certamente constatações de morte de abelhas não devem existir porque os insetos como qualquer outro ser vivo deve reconhecer que o ambiente não é propricio para eles, funciona da mesma forma quando passamos um repelente no corpo e o inseto não chega perto. Então acho que não vamos encontrar nenhuma abelha por perto porque ela ja deve saber que onde ha Azadirachta indica, ou seja o Nim é bom ela não esta por perto. è como Fran disse certamente são os agrotoxicos pois o Nim espantaria as abelhas da região , não acho que mataria não! e quanto ao ser exótica devemos ver a necessidade real e momentanea de arvores em nossas cidades, claro que primeiramente devemos optar pelas nativas sem sombra de duvidas, mas na falta delas diante de analises vai as exoticas mesmo.. precisamos de plantas que sequestre muito CO2 e que refresque o nosso planeta. se o ser humana gosta de ilha desertas "expressando isso construindo ilha de calor" vamos expresar o que queremos enchendo o mundo de arvores em nossas cidades "mas vamos analizar primeiro" Bjin!

    ResponderExcluir
  4. Reinielton Gramacho disse...

    Creio que os animais, insetos ou outro tipo de ser vivo que possa se locomover, tem em seu ser o instinto próprio para saber detectar o perigo, e com a abelha consoante ao Nim (Azadiracta indica) não é diferente, ela nem chegaria perto dessa planta se fosse ofensivo a sua vida.Tenho certeza que o Nim não causa dano algum as abelhas(Apis mellifera0.
    Com relação à importação de plantas exóticas é preciso antes de mais nada procurar conhecer-la antes de mais tudo, fazendo isso vê se é ou não boa idéia a sua implantação na região local.Mas com relação ao Nim (Azadiracta indica)vejo que essa planta veio somar à grande diversidade florestal de nosso país, proporcionando aos agricultores mais uma fonte de energia, artezanato, cosmeticos... atraves das folhas, frutos e madeira produsidos assombrosamente rápido. Tenho produsido mudas de Nim e sei o quanto essa planta é especial.
    07 de janeiro de 2011.
    Tecnico em Agropecuária de Santa Maria da Vitória - Ba.

    ResponderExcluir
  5. Reinielton Gramacho e Midian obrigado pelos comentarios.

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi muita gente falar neste problema mais nada comprovado.

    ResponderExcluir
  7. Gostaria de saber Isaac se o nim tem alguma propriedade que pode deixar a abelha estéreo?

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo, nunca ouvi falar nada a respeito disso. Mas creio que não.
    Att, Isaac S. Medeiros

    ResponderExcluir
  9. boa tarde !
    essa planta pode sim matar as abelhas !!
    tem uma plantada aqui perto de casa !
    e na época de florada o cheiro das flores é bom adocicado atraindo assim muitas abelhas !
    e pouco tempo depois a arvore fica cheia de abelhas mortas em volta !

    ResponderExcluir
  10. Pelo que já li sobre esta planta, não acredito que ela cause mau as abelhas. Pelo que pude observar nos comentarios talvez as folhas contenham alguma enzima que fazem mal a insetos. Plantei 5 pés em frante a minha loja aqui em João Pessoa-PB pois quero tirar algum pés de FICO pois eles caem muitas folhas e a informação que tenho é que o NIMM a queda é menor. Além do mais o NIMM da credi to de carbono, capta CO2 e isso é muito bom. AQUI CARLOS - JOÃO PESSOA/PB.

    ResponderExcluir
  11. Filmei a morte de abelhas e presenciei a morte de passaros que comeram as frutinhas desta arvore venenosa em Jaguaribara-CE estou enviando o link com o video da morte das abelhas e em breve tambem enviarei o video de passaros e morcegos frutiferos mortos pelos frutos desta arvore.
    http://youtu.be/-LbYeh-m4ZI

    ResponderExcluir
  12. Mais um video que eu mesmo filmei e tenho testemunhas de pessoas que tambem presenciaram a morte de abelhas, passaros e morcegos que comeram as frutas e seiva desta arvore.

    http://youtu.be/vssELwKQAIQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Unknown, estou com você nessa! Acredito que em meio a tantas perdas e destruição ao que compete a nossa fauna e flora, não cabe a nós correr riscos, isso seria sem sombra de dúvidas um descuido e até mesmo desrespeito com a natureza e com nós mesmos, então quer dizer que só vamos buscar mudanças quando as abelhas estiverem totalmente extintas?. Isso me deixa muito triste, e me faz lembrar do livro de Rachel Carson- Primavera Silenciosa, quando a mesma alertava o sumiço dos pássaros e da mesma forma as pessoas a ignoravam. Isso é lamentável!

      Excluir
  13. Amigo Isaac
    Li seu trabalho que inclusive, muito importante para estimular uma pesquisa pelos órgãos competentes e que seja direcionada aos meliponinos pois, tenho cochilado algumas vezes diante do computador em busca de uma resposta sobre essa dúvida e até então não tenho resultado.
    Há diversos relatos no aspecto positivo e negativo, qual dos dois está correto?
    A ausência de respostas, me orientou a uma atitude trise: Na minha cidade também tem muito nim indiano e eu tenho cinco pés no meu meliponário que floram o ano todo.
    Com tantas informações, resolvi fazer duas colônias jovens de jandaíra e as coloquei uma ao lado da outra com dois tipos de alimento: Vamos denominar de abelha A e abelha B para melhor
    entendermos.
    Abelha A foi alimentada com uma mistura de mel, açúcar e água.
    Abelha B adicionei uma mistura de mel, açúcar, esfregaço de flor de nim e água.
    Resultado:
    Abelha A prosperou e até ficou independente e a abelha B nasceu todas as abelhinhas do disco nascente e como a A, teve início a uma prosperidade.
    No tempo de nascer as novas abelhas de A e B dos novos pequenos discos que foram construídos pelas novas colônias, houve DOIS PROBLEMAS: O primeiro é que abelha B até nasciam algumas abelhinhas e logo eram jogadas fora com alguma deficiência, atrofia e asas deficiente, inclusive, eu percebia que sempre havia algumas mortas no interior da caixa.
    O Outro problema aconteceu devido ao final da abelha B, a abelha A que estava boa, começou a pilhar os restos que ficaram da abelha B e com pouco tempo a A se acabou também.
    Dias depois aproveitei a caixa e os restos da abelha B fiz uma nova família a qual se acabou também.
    Pois é amigo Isaac, o referido trabalho não deve ser considerado tendo em vista o uso do nim macerado ou seja, não foi com pólen ou néctar, mas com a flor machucada o que é diferente do néctar. pois, qualquer vegetal machucado pode causar fermentação e consequentemente prejuízo para as abelhas.
    Outro motivo pelo qual não deve ter respalde é que foi um trabalho com colônias jovens e isolado, não foi continuado para uma conclusão segura.
    Porém, penso que não devemos nos deter com informações sem base científica, pois minhas scutellaris visitam todos os dias a flor do nim e estão todas bobando. Mas devemos reivindicar das autoridades competentes um estudo minucioso direcionado aos himenópteros ou mesmo aos meliponinos para segurança das nossas abelhas e nosso meio ambiente.

    ResponderExcluir
  14. todas uruçu amarelas serão extinta pelo nim elas são frágeis e ao trazer o néctar do mesmo para caixa todas morrem ja perdi 8 caixa

    ResponderExcluir
  15. A Azadirata indica, planta exótica de origem indiana, tem como principal principio ativo a azadiractrina, além da meliacina, salanina, nimbina entre outros, que PROVOCAM TOXIDEZ AS ABELHAS e portanto, causando-lhes a morte, tanto das abelhas adultas como na fase larval. ISTO ESTA COMPROVADO CIENTIFICAMENTE.
    Alem disto, os princípios ativos acima citados, provocam abortos e infertilidade em mamíferos e infertilidade sem aves .
    ESTÁ COMPROVADO CIENTIFICAMENTE, que o néctar e polen do nim transportados pelas abelhas, contem também os princípios ativos citados e portanto, matam as abelhas rainhas e larvas nas colmeias.
    COM CERTEZA ESTA ESPECIE DEVE SER ERRADICADA, POIS COMO FICARA A PRODUÇÃO DE ALIIMENTOS SEM O PRINCIPAL POLINIZADOR, QUE PROPORCIONAM A POLINIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE FRUTOS E A PRESERVAÇÃO DE VÁARIAS ESPECIES ANIMAIS E VEGETAIS.

    ResponderExcluir
  16. Caro ISAAC, A UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ, centro de ciências agrarias , departamento de zootecnia, através de pesquisa realizada pelo PESQUISADOR DOUTORANDO, José Everton Alves, publicou em 2010,TESE , cujo trabalho , TOXIDADE DO NIM (Azadiracta indica A.Juss,:Meliacea) para Apis melífera E SUA IMPORTANCIA APICOLA NA CAATINGA E MATA LITORANEA CEARENCE, COMPOVANDO PORTANTO ESTE TRABALHO, A TOXIDEZ DO NIM PARA AS ABELHAS.
    Este é apenas um dos diverso problemas ecológicos proporcionados por esta espécie exótica, POR ESTE ENTRE OUTROS MOTIVOS CARECE MAIS ESTUDOS.
    Está provado e comprovado , uma vez que neste trabalho , são citados inúmeros outros malefícios que esta espécie arbórea exótica
    proporciona ao nosso ambiente além de invasora.
    E claro que sabemos da importância econômica, medicinal, para a agricultura e pecuária, mais no entanto, os prejuízos serão irrecuperáveis se algo não for providenciado urgentemente,com fins a proibição na produção, distribuição e plantio de novas árvores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo;
      Este trabalho que vc citou concluiu que larvas criadas em laboratórios em favos artificiais alimentadas EXCLUSIVAMENTE com PÓLEN de nim tinham 100% de mortalidade, e que as operárias tinham vida mais curta, porém quando o pólen de nim não era a única fonte de alimentação havia até aumento da colônia. Esse trabalho também constatou que apenas as Apis (espécie exótica também) visitavam as flores de nim, não constatando visita de ANSF. Na minha chácara localizado no semi-árido baiano, vejo há anos pássaros aqui conhecidos como Arrebita-rabo (lembra um sabiá) se alimentando dos frutos, despolpando-os e jogando os caroços no chão e até hoje nunca vi nenhum morrer. Ouvi também falar de morte de beija-flores, mas tenho beija-flores aqui e nunca achei nenhum morto. Além disso esse mesmo estudo relata que a quantidade de néctar produzido é mínima, e pelo que sei eles não se alimentam de pólen... Entretando, ao mesmo tempo em que aguardo mais estudos conclusivos, acredito no valor do nim como árvore de grande valor para a sertão, pelo resistência ao déficit hídrico, pelo crescimento rápido, bom para cerca viva pois não é palatável ao gado, fora os já consagrados usos na agricultura orgânica (acho que os venenos convencionais fazem mais mal que o nim...)

      Excluir
    2. amigos: tenho 5 enxames de jandaira esse ano eu colhi o mel delas mas o mel fermentou ,
      qual a maneira correta da retirada do mel ?
      e o que fazer para ele nao fermentar?

      Excluir
    3. Para evitar a fermentação do mel você deve desidratá-lo. Para isso faça o processo de colocar em geladeira, retirar e colocar novamente por pelo menos três dias, quando ele estabilizar não fermentará mais.

      Excluir
    4. Para evitar a fermentação do mel você deve desidratá-lo. Para isso faça o processo de colocar em geladeira, retirar e colocar novamente por pelo menos três dias, quando ele estabilizar não fermentará mais.

      Excluir
  17. Não acredito em nenhuma dessas falsas pesquisas sobre o Neem matar abelhas. Se assim fosse onde há cultivo extensivo de neem, e não são poucos, a fauna em sua volta estaria seriamente prejudicada. No entanto o que se observa é uma normalidade tanto da fauna quanto da flora à sua volta e entre as árvores reflorestadas com neem. Quanto às mortes de pássaros, morcegos e abelhas se deve a defensivos agrícolas e põem a culpa no neem. Qualquer flor tóxica para abelhas são naturalmente repelentes e elas não chegam nem perto.

    ResponderExcluir
  18. Não acredito em nenhuma dessas falsas pesquisas sobre o Neem matar abelhas. Se assim fosse onde há cultivo extensivo de neem, e não são poucos, a fauna em sua volta estaria seriamente prejudicada. No entanto o que se observa é uma normalidade tanto da fauna quanto da flora à sua volta e entre as árvores reflorestadas com neem. Quanto às mortes de pássaros, morcegos e abelhas se deve a defensivos agrícolas e põem a culpa no neem. Qualquer flor tóxica para abelhas são naturalmente repelentes e elas não chegam nem perto.

    ResponderExcluir